Site Autárquico de Alcobaça

Mata Nacional do Vimeiro

Mata Nacional do Vimeiro

 

 

 

A Mata Nacional do Vimeiro situa-se no concelho de Alcobaça e estende-se por 267 hectares, tendo como espécie principal o pinheiro-bravo (60% da área), seguido do eucalipto (8% da área) e do sobreiro (6% da área). É constituída por quatro matas: a mata da Roda, do Gaio, da Ribeira e do Canto.

Antes de integrar o património do Estado, a Mata pertenceu ao Mosteiro de Alcobaça. Em 1835 (após a extinção das ordens em religiosas) foi incorporada na Administração Geral das Matas do Reino sendo atualmente gerida pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Joaquim Vieira Natividade (22 novembro 1899 – 19 novembro 1968) elegeu-a para os seus trabalhos de investigação da Estação Experimental do Sobreiro e Eucalipto, entre 1930 e 1950.

Desde julho de 2020 que se encontra disponível um percurso marcado pela Mata que permite, a todos os amantes da natureza, a sua descoberta de forma segura. Aventure-se!

 

 

 

PERCURSO PEDESTRE NA MATA NACIONAL DO VIMEIRO

- A NATUREZA NO SEU MÁXIMO ESPLENDOR -

 

A Câmara Municipal de Alcobaça traçou e marcou um percurso pedestre na Mata Nacional do Vimeiro. Trata-se de um percurso pensado para famílias, escolas e grupos organizados, mas é também um percurso muito interessante para verdadeiros apreciadores da natureza.  Na Mata Nacional do Vimeiro pode apreciar património ambiental único ​na região.

 

Para mais informações sobre o percurso contacte o Posto de Turismo de Alcobaça ou a Junta de Freguesia do Vimeiro.

 

MAIS INFORMAÇÕES:

PERCURSO PEDESTRE NA MATA DO VIMEIRO

Ponto de Partida e Chegada: Casa do Guarda do Gaio

Latitude: 39.489788 | Longitude: -9.036467

Localização: Freguesia do Vimeiro, concelho de Alcobaça

Extensão aproximada: 4 Km

Duração aproximada: 2 horas

Grau de dificuldade: ***

Motivos de interesse: História, Fauna e Flora

Âmbito: Ambiental e Paisagístico

Tipo de circuito: Pequena Rota Circular

Época aconselhada: Todo o ano

Características do piso: Caminhos de terra batida e alguns metros de alcatrã

Nível de vistas panorâmicas: ***

Material aconselhado: Mapa, bússola, binóculos, máquina fotográfica, boné, água, óculos de sol, caderno de notas, agasalho para vento, roupa e calçado confortáveis.

Informações úteis: Em épocas de muita chuva o percurso torna-se escorregadio e lamacento podendo mesmo alguns locais acumular água

 

O percurso tem início e chegada (com estacionamento acessível) na antiga Casa do Guarda do Gaio, edifício ocupado, no passado, pelos Serviços Florestais, mais especificamente pelos Guardas Florestais.

Nas imediações da Casa do Guarda existe o espaço do Centro Cultural e Recreativo do Gaio e o Parque de Merendas do Gaio (equipado com WC, mesas e grelhador, bem como uma enorme área de lazer com sombras e brinquedos), num espaço de plena sombra.  Segue-se em direção ao depósito da água e às ruínas dos antigos viveiros. A zona do antigo viveiro tem uma área ocupada por herbáceas e arbustivas, muitas delas autóctones. A outra área está ocupada por rebentos de toiça de várias espécies, entre elas o castanheiro. Continuando, chega-se à fonte da Pena da Gouvinha, que também oferece zona de descanso. Segue-se depois por estrada de terra batida, na direção de regresso à casa do guarda.

 

PATRIMÓNIO NATURAL

A Mata Nacional do Vimeiro, com 267 hectares, está arborizada numa superfície de 247 hectares, tendo como espécie principal o pinheiro-bravo (60% da área da Mata), seguido do eucalipto (8% da área, destinada à produção de madeira de qualidade) e do sobreiro (6% da área da Mata). Possui ainda uma notável mancha de carvalho-português (Quercus faginea subsp. broteroi), com uma superfície de cerca de 20 hectares que, em conjunto com a fonte da Pena da Gouvinha e os Parques de Merendas, criam uma paisagem natural de rara beleza. Ao nível do estrato arbustivo existem medronheiros, urzes, tojos, mas também algumas acácias e silvas. Junto ao solo encontramos algumas ervas aromáticas e uma grande diversidade de cogumelos. A fauna mais típica é o esquilo-vermelho, o sacarrabo, o javali, a águia-de-asa-redonda e o gaio. O percurso permite apreciar património ambiental único ​na região quer pela dimensão da mancha florestal, quer pelas espécies que a constituem.

 

FREGUESIA DO VIMEIRO

A Mata situa-se na freguesia do Vimeiro, concelho de Alcobaça. O Vimeiro terá começado por ser uma vasta propriedade privilegiada, pertença do Mosteiro de Alcobaça. A localidade existia já em 1296, segundo o auto da demarcação das Igrejas dos antigos Coutos de Alcobaça, citado por Frei Fortunato de Boaventura. Desse tempo, hoje, resta a Quinta do Vimeiro, antiga Granja Cisterciense que, no período medieval, era uma das mais prósperas das 14 que integravam os Coutos de Alcobaça, onde funcionou uma importante escola agrícola. Ai foram encontradas diversas lápides de mármore e vários fragmentos cerâmicos que atestam a presença humana muito anterior à chegada dos Monges de Cister, no século XII.

A ação dos chamados monges agrónomos, elogiada por Joaquim Vieira Natividade, atribuiu-lhes um aperfeiçoado cultivo dos pomares. Sabe-se que, no século XVIII, a cultura da laranjeira e do limoeiro ocupava área considerável no Vimeiro. Atualmente, as práticas agrícolas, nomeadamente o cultivo da Maçã de Alcobaça, são remanescentes diretas do trabalho que os monges ali fizeram durante vários séculos, sendo ainda hoje a agricultura a atividade dominante. O Vimeiro também é conhecido pela presença dos Moinhos de Vento.

É, em terras do Vimeiro, que nasce o rio Baça que, quilómetros mais à frente, em plena cidade de Alcobaça, se junta ao rio Alcoa.

 

JOAQUIM VIEIRA NATIVIDADE

Joaquim Vieira Natividade (1899-1968) ilustre figura científica e humanista, natural de Alcobaça, desenvolveu importantes trabalhos de investigação e desenvolvimento no domínio frutícola e florestal.

Entre 1930 e 1950, elegeu a Mata do Vimeiro para os seus trabalhos de investigação, como diretor, na Estação Experimental do Sobreiro e Eucalipto, em Alcobaça. Tanto no seu trabalho na fruticultura como na subericultura Joaquim Vieira Natividade preocupou-se sempre em divulgar junto dos trabalhadores rurais as suas investigações, tornando-o uma referência na forma como se exploram as árvores e o solo. Manuel Gomes Guerreiro apelidou-o como “O último monge-agrónomo de Santa Maria de Alcobaça”.

 

 

CONTACTOS:

Posto de Turismo de Alcobaça

Rua Araújo Guimarães, 28

2460-025  Alcobaça

GPS: 39.549615, -8.978705

Tel  (+351) 924 032 615

E-mail: turismo@cm-alcobaca.pt

 

 

Junta de Freguesia do Vimeiro

Rua da Igreja, 3

2460-781 Vimeiro

GPS: 39.474596, -9.015561

Tel. (+351) 262 910 598

E-mail: freguesiavimeiro@hotmail.com

 

Descarregue e consulte o flyer informativo em baixo.

 

Vídeo de apresentação da Mata Nacional do Vimeiro - AQUI

Documentos para Download

Contactos

Newsletter