Site Autárquico de Alcobaça

Programa

Exposições

 

 

Exposição de Arte Urbana

"A MINHA CASA É O MEU JARDIM" DE THIERRY FERREIRA

 

 

“A minha casa é o meu Jardim” é o título que acompanha a exposição de arte pública da autoria de Thierry Ferreira, inaugurada na cidade de Alcobaça a 17 de junho e ficará patente ao público até 31 de dezembro de 2021. Esta exposição é composta por um conjunto de esculturas contemporâneas de carácter monumental, organizadas num percurso entre o Parque Verde e o Museu do Vinho, e por uma exposição em formato museológico, nos espaços renovados da galeria do cais da Adega dos Balseiros e no edifício do Armazém Novo – Destilaria. A exposição “pretende ser um evento centrado na valorização e na relação entre o património natural e o construído através das artes, em que se propõe contrariar o olhar moldado do espetador pelo quotidiano, levando-o para uma nova perspetiva de apreender e questionar o seu modo de habitar o mundo. O cenário expositivo apresenta as possíveis relações entre Arte Pública e contextos específicos, tais como paisagem e arquitetura, e as incidências que ocorrem da presença de um sobre o outro, e na perceção que o público tem sobre ambas. As obras que serão apresentadas nesta exposição com curadoria de Alberto Guerreio e do próprio Thierry Ferreira, situam-se em articulação e continuidade do projeto de pesquisa artística de Thierry Ferreira, iniciado em 2016, intitulado “Habitar o mundo” e que já resultou em diversas exposições pelo país, nomeadamente: III Pistas II Obstáculos, Espaço Amoreiras, Lisboa 2018; “Descktop”, Forte de São Miguel, Nazaré 2018; “Depois do Degelo”, centro histórico da cidade da Guarda, 2019; “Habitar o Lugar” Politécnico de Leiria e Galeria do Banco das Artes 2020.

 

 

Local: Museu do Vinho | Parque Verde | Praça João de Deus Ramos

Horário: 09h00-18h00

Duração: patente até 31 de dezembro de 2021

Público-Alvo: Público Geral

Curadoria: Alberto Guerreiro e Thierry Ferreira

Produção: Thierry Ferreira | Câmara Municipal de Alcobaça – Museu do Vinho de Alcobaça

 

 

 

 

Exposição científica

OS DINOSSAUROS REGRESSAM A ALCOBAÇA

 

 

“Os dinossauros regressam a Alcobaça” é uma exposição científica, divulgativa de conhecimentos geológicos, nomeadamente, paleontológicos relacionados com a região do concelho de Alcobaça.

Orientada cientificamente pelo Prof. Doutor Pedro Proença da Cunha, do Departamento de Ciência da Terra, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, em colaboração com o Centro Português de Geo-História e Pré-História, esta exposição estará em exibição no Centro de Interpretação e Educação Ambiental de Alcobaça, até ao final do ano, contando com o apoio da Caixa de Crédito Agrícola de Alcobaça.

 

 

Local: Centro de Interpretação e Educação Ambiental (Estufa 1 do Parque Verde)

Horário: 2ª a 6ª - 10h00-13h00 | Sábados - 10h00-13h00 e 14h00-17h00 | Domingos - 10h00-13h00  

Duração: 1 de novembro a 17 de dezembro

Público-Alvo: Público Geral

Organização: Município de Alcobaça | Universidade de Coimbra | Centro Português de Geo-História e Pré-História

 

 

 

Exposição decorrente de residência artística

EDIFÍCIO BENEDITA - EXPOSIÇÃO INDIVIDUAL DE TIAGO SIOPA

 

 

A exposição EDIFÍCIO BENEDITA apresenta o resultado do trabalho desenvolvido pelo cineasta Tiago Siopa em residência artística no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, durante o verão de 2021. O conjunto de obras aqui apresentadas desenvolvem o mito urbano do Edifício Benedita - complexo de edifícios abandonados comumente conhecido na comunidade por Big Fuck - e o coloca em contacto com a lenda originária da vila de Benedita, a Lenda da Fonte da Senhora, continuando as investigações do cineasta no campo da memória, da paisagem imagética/sonora e do património imaterial, reunindo peças em vídeo-instalação de diversos formatos, onde a documentação é germe para a ficção.

 

Artista: Tiago Siopa

Residência Artística no Instituto Nossa Senhora da Encarnação

Produção: João Vaz Silva, Unipessoal LDA

Chefe de Produção: Alexander David

Cofinanciado por: Compete 2020, Portugal 2020, UE - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

 

 

Duração: 3 a 20 de novembro

Local: Centro cultural Gonçalves Sapinho

Horário: 08h20 – 18h30 | Sábados - 14h30-17h30

Público-Alvo: Público Geral

 

 

 

 

Exposição de Cinema de Animação

TRAÇOS DE LUZ - O MUNDO ANIMADO DE ABI FEIJÓ E REGINA PESSOA

 

 

Exposição do percurso pelo trabalho da dupla Regina & Abi, dos filmes e da vida, desde que trabalham “cada um por si” até ao momento de união e onde começam a colaborar em conjunto nos seus filmes: a Regina começa por trabalhar com o Abi, ainda na Filmógrafo, até que, juntos, fundam a Ciclope Filmes, produtora que deu vida aos filmes mais recentes - e dará aos futuros. Compilação de originais e cópias dos filmes de Abi Feijó e Regina Pessoa - trabalhos que se encontram expostos na Casa Museu de Vilar - Museu na Imagem Animada, propriedade de ambos e onde habitam há alguns anos. No fundo esta exposição mostra a sinfonia perfeita, no trabalho e na vida, de dois grandes artistas e das duas figuras que mais internacionalizaram o cinema de animação português e que em muito contribuíram para o seu crescimento.

 

NOTA: 15 novembro – Visita Guiada por Abi Feijó e Regina Pessoa | 09h20 e 15h30

 

 

Local: Centro Cultural Gonçalves Sapinho – Sala de Exposições Temporárias

Duração: 3 a 21 de novembro

Horário: 2ª a 6º – 8h20-18h30 | Sábados – 14h30-17h30

Público-Alvo: Público Geral

Produção: Casa da Animação

 

 

 

 

Instalação Multimédia de Vídeo Arte Internacional

TRANSBORDA III Q – TV [A RESPOSTA DA VIDEOARTE AOS TEMPOS DE QUARENTENA]

 

 

A vídeo arte está de regresso com a terceira edição de Transborda que integra uma seleção de obras internacionais de forte componente audiovisual e sonora percorrendo diferentes géneros que vão do vídeo ensaio, animação até ao filme experimental. A instalação videográfica patente na galeria multimédia da Central da Confluência dos Rios integra cinco canais televisivos dando corpo a uma programação contínua de artistas internacionais dando expressão a vinte trabalhos baseados no seu valor plástico e pictórico. Transborda III: QTV é a resposta da vídeo arte internacional à vivência distópica, contudo bem real, do impacto espiritual e material, do período imposto pela pandemia do coronavírus em tempo de quarentena.

 

Canal 1 

EIJA TEMISEVÄ (FINLÂNDIA) Behind Your Dreams (2019: 2’06)

IAN GIBBINS (AUSTRÁLIA) Future Perfect (2019: 4’32)

MATTEO CAMPULLA (ITÁLIA) Empire (2018: 3’33)

FRAN ORALLO (ESPANHA) Dead Dance (2018: 1’00)

APOTROPIA (ITÁLIA) The Kiss (2017: 1’20)

 

Canal 2 

ALESSANDRO AMADUCCI (ITÁLIA) Transient (2020: 2'54)

HERNANDO URRUTIA (PORTUGAL) olhAR-TE na VIDA + olhAR-TE na MORTE x (2020: 2’36)

PIERRE AJAVON (FRANÇA) Covid 19 Incident (2020: 2’34)

MICHAEL OSCILLATE (AUSTRIA) AG2030 - An Audio Visual Quarantine Experience (2020: 6’26) 

 

Canal 3 

FRANCESCA FINI (ITÁLIA) Sconfinamento (2020: 14’17)

ADITI KULKARNI & PAYAL ARYA (INDIA) Memory is always in the periphery (2021: 9’24)*

 

*Projeto colaborativo internacional de VR com Colaboração de Alexander Papadopoulos ( Itália)  & Anokhi Shah (India)| Contributos de Akshay Bhagat (India) | Ashish Dubey (India) | Avdhoot Sarnaik (India) | Brandon Fernandes (India) | Dennis Tac (India) | Farah Mulla (India)  | Hidemi Shimura(Japão) | Jana Hunterová (Rep.Checa) | Lada Valkova (Rep.Checa) | Maddie Gwinn (EUA) | Malavika Sohoni (India | Nikola Cincurova (Rep.Checa) | Praveen Sinha (ndia) | Proiti Acharya (India) | Ria Rajan (India) | Rohan Dumbre (ndia) | Sonia Gil (Brasil) | Sukanya Deb (India) | Sultana Zana(India) | Tracing A City- Kaur Chimuk (India) & Sadya Mizan (India) | Zoia Volk (Alemanha)

 

Canal 4 

FRAN ORALLO (ESPANHA) Breath (2020: 1’00)

PIERRE AJAVON (FRANÇA) Lockdown (2021: 4’15)

IAN GIBBINS (AUSTRÁLIA) Isolation Procedures (2020: 6’22)

DEE HOOD (EUA) Chant for a Pandemic (2020: 5’08)*

LISI PRADA (ESPANHA) State of Emergency/Estado de Alerta (2020: 3’30)

 

**Projeto colaborativo com artistas de todo o mundo: Finn Harvor (Seul, Coreia do Sul), Maria Felix Korporal (Berlim, Alemanha), Tushar Waghela (Durg, India), Muriel Paraboni (Milão, Itália), Sandra Bouguerch (Bolton, RU), Lisi Prada (Leon, Espanha), Eija Temiseva (Espoo, Finlândia), Ian Gibbins (Adelaide, Austrália), Jutta Pryor (Melbourne, Austrália), Sarah Bliss (Montague, Mass, EUA), Darko Duilo (Split, Croácia), Gwendolyn Audrey Foster (Lincoln, Nebraska, EUA), Erick Tapia (Cidade do Mexico, México), Lori Ersolmaz (Naples, Florida, EUA), Avant Kinema / Sarahjane Swan & Roger Simian (Scottish Borders, Escócia), Lino Mocerino (Foggia, Itália), Francesca Giuliani (Lamis, Itália), Luis Carlos Rodriguez (Espanha), Dee Hood (EUA), Willow Morgan (Ruskin, Florida, EUA).

 

Canal 5 

ELEONORA MANCA (ITÁLIA) Weak and Short Urges (2021: 5'16)

MATTEO CAMPULLA (ITÁLIA) Love (2020: 1’45)

BRUNO CARNIDE (PORTUGAL) Domingo (2020: 2’15)

MARIA KORPORAL (ALEMANHA) The First After - Corona Kiss (2020: 4’05)

 

 

Duração: 1 a 21 de novembro

Local: Central da Confluência dos Rios

Horário: 10h00 - 13h00 | 14h00 - 18h00

7 e 14 novembro - Transmissão Online – YouTube | Município de Alcobaça

Curadoria: Alberto Guerreiro

Público-Alvo: Público Geral

Classificação Etária: M/6

Produção: Transborda

Contactos

Newsletter